Quanto mais se vive, melhor se morre

2 dez

A expectativa de vida no Brasil aumentou em 11 anos. Isso significa que estamos mais saudáveis, que as tecnologias e estudos sobre a saúde estão evoluindo e favorecendo que o homem desfrute de muito mais tempo no planeta. Algumas preocupações filosóficas rodeiam esse tema, aumento populacional, obviamente, e outra questão um pouco mais abstrata: a maneira com que o homem dialoga com a natureza e a forma com que ele se relaciona com o desgaste natural de seu corpo é saudável?

Eu não me considero ainda madura o suficiente para expor uma opinião consistente sobre o assunto. No entanto, já vivenciei a passagem da velhice até a morte com um parente próximo, por mais descrente, em termos místicos e religiosos, que você seja existe uma compaixão, criam-se dúvidas e questionamentos sobre a vida e a morte e em fim o luto.

Faz parte de todo um ritual de passagem, que exige muita preparação e amadurecimento de todas as partes. Já ouvi milhares de coisas lindas sobre a vida. De como, o fato de cada um de nós estarmos vivos, faz parte de uma coincidência estupidamente, gigantescamente laboriosa. Matéria se explode, uma via láctea se constitui, nosso planeta fica exatamente em um lugar que possibilita a existência de vida, uma sociedade inteligente se constitui seus pais se conhecem, se relacionam e você nasce. Parece loucura, mas é um fato, é um milagre ou seja lá como você nomeia isso.

A vida é uma coisa extraordinária. Pode ser que por isso, pensar em morte ou refletir sobre ela seja tão difícil para nós. Mas ela existe tanto quanto a vida e faz parte de uma ferida narcísica que carregamos sempre. Sabemos que vamos morrer e nada podemos fazer sobre isso. Tanto quanto admiro as pessoas que se encantam e poetizam a vida, terminei admirando igualmente aquelas que aceitam seu lugar de mortais. Não tem nada a ver com se entregar, mas de encarar uma realidade de maneira leve que só quem amou a vida pode fazer.

Uma elas foi Carl Sagan, cientista e astrônomo americano, mais conhecido popularmente por ter apresentado o programa de televisão Cosmos na década de 80. Em seu último livro: Bilhões e Bilhões (Ed. Companhia das Letras), ele reúne diversos artigos dos mais variados temas sobre o planeta, o Universo, o ser humano coletivo e individual etc. Em fim, no ultimo capítulo, que ele escreve no hopital, enquanto luta contra uma doença, Sagan faz uma reflexão maravilhosa sobre a vida e a morte.

A outra foi Sigmund Freud. Essa semana caiu em minhas mãos a sua ultima entrevista. Não sabia, mas ele morreu em sua casa de campo, o único bem que lhe restou após a Segunda Guerra. Como judeu perdeu muita coisa para a Alemanha nazista e nunca foi reconhecido em seu país. Terminou sua vida no mesmo lugar em que nasceu.

Ambos falam da morte sem ressentimentos e com uma tranqüilidade em suas falas que só quem viveu plenamente pode ter essa postura diante desse fato inevitável. Segue o link (http://www.sbpsp.org.br/default.asp?link=freud) para a entrevista, o livro quem tiver interesse vai ter que da um pulinho na livraria.

Anúncios

4 Respostas to “Quanto mais se vive, melhor se morre”

  1. paula reis 2 02UTC dezembro 02UTC 2011 às 19:46 #

    Muito bom! Horas de conversa…

    • simoeslilia 2 02UTC dezembro 02UTC 2011 às 19:47 #

      com certeza!

  2. constança 5 05UTC dezembro 05UTC 2011 às 14:02 #

    que linda reflexao sobre a vida e a morte …… Igual a Freud, Leon Tolstoi morreu pobre e na mesma casa em que nasceu …. a vida, na sua finitude, volta às origens ….
    quando eu morrer quero que me botem sentadinha no coqueiral da Casa Canoé olhando para o mar … partirei Feliz ……rsrsrsrsrs

  3. constança 5 05UTC dezembro 05UTC 2011 às 14:04 #

    esqueci de dizer :
    eu quero viver MUITO ainda para morrer o melhor possivel !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: