Só o amor constrói

29 jun

Esses debates sobre homosexualidade que, felizmente, por conta de uma minoria perseverante continua a existir só me dizem uma coisa, é uma grande fachada para encobrir uma luta extremamente grosseira e ignorante do ódio vs o amor. O que deveria importar na verdade é se duas pessoas, sejam lá o que elas tenham entre as pernas, se amam e se estão juntas para construir.

É impressionante, para não dizer chocante, como a energia do ódio e do repúdio move as pessoas. Mas aí, alguns se defendem dizendo que não são eles, mas Deus, que é contra a lei natural, eximindo-se covardemente das acusações. Bem, alguém precisa avisar a essas pessoas que homosexuais não vão excluir, dizimar ou tentar curar heterosexuais. As pessoas só querem o direito de dar amor a quem elas amam, só isso. Não precisam se sentir ameaçados.

Só para não generalizar nem todo cristão odeia gays e nem todo ateu os considera. Mas a questão religiosa fica muito mais inflada por conta da audiência pública feita nesta quinta-feira para discutir o projeto de decreto legislativo 234/11, conhecido como projeto de Cura Gay. De autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), da bancada evangélica.

O debate que contou apenas com 2 pessoas, já que os membros do CFP (Conselho Federal de Psicologia) se negaram a participar por acharem que a composição da mesa estava desequilibrada. Para o lado dos evangélicos, claro. Teve seu ponto máximo quando a psicóloga Marisa Lobo começou a defender o direito de psicólogos atenderem pacientes que busquem mudar a sua orientação sexual. Ela disse acreditar ser possível que o paciente mude sua orientação se esse for o seu desejo.

Se algum homosexual ainda busca ajuda psicológica ou assume uma vontade de se tornar heterosexual é porque a sociedade ainda o oprime. E o preconceito muitas vezes começa dentro da própria casa, imagina o que é para um filho ser rejeitado pelos pais porque ele ama de uma forma que os pais acham que é errada. Quantas famílias não se desgastam e não se separam por não aceitarem o amor. E quantas mães e quantos pais sofrem. Por mais que eles afirmem, eu duvido que deixem de amar os seus filhos porque eles são gays.

Amor não é coisa que se joga fora. Amor é coisa que se constrói desde que viemos ao mundo. Nós amamos porque um dia fomos amados e nos deixamos amar. Amor é o sentimento nobre de quem se entrega e se deixa conhecer, de quem se doa para outro e com esse planeja construir uma vida, cuidar de outras vidas e ensinar a elas amando como é bom amar. Amor não tem cara, não tem forma, amor não tem sexo. Amor não é apenas desejo, nem é paixão, mas é tudo isso misturado. Só quem um dia sentiu é capaz de entende-lo.

E só quem não conhece é capaz de explica-lo como doença. Só quem nunca o compreendeu ou foi compreendido por ele é capaz de propagar ódio e preconceito, isso sim é doentio. Sentar e perder tempo para dizer que amar uma pessoa do mesmo sexo é patologico enquanto temos milhares de problemas de saúde em nosso país é no mínimo muito estranho.

Desde 1970 que a psicologia não reconhece mais a homosexualidade como doença. E fico muito otimista quanto ao futuro dos que amam, através do discurso da Clara Goldman, vice-presidenta do CFP, “A proposta de curar só existe porque a sociedade ainda vê a homossexualidade como uma doença, disseminando o preconceito em relação aos homossexuais. Quando a sociedade entender o direito humano à livre orientação sexual, estas supostas terapias não terão mais sentido”

Os psicólogos continuarão a prestar seus serviços profissionais com base no Código de Ética da categoria. E dona Marisa Lobo se quiser ser uma boa profissional vai precisar saber separar suas crenças religiosas do seu consultório, respeitando as escolhas religiosas de seus pacientes e toda forma de amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: