Cindy Sherman, as coisas e as pessoas

19 out

Eu tinha acompanhado há alguns meses essa retrospectiva através do site do MOMA. Eles oferecem uma visita virtual pela exposição. Algumas das series de fotografias vem acompanhadas com comentários da curadora, Eva Respini, ou um tipo de release com informações e curiosidades sobre as peças. No link abaixo você entra direto na retrospectiva Cindy Sherman do MOMA e arrastando a barra de rolagem ficam as seções separadas por salas. No menu que fica na parte inferior é fácil encontrar o ícone de uma caixa de som com o áudio ou outro ícone para texto. Essas são as facilidade e maravilhas do mundo moderno para quem não está em NY.

http://www.moma.org

Os vários retratos são em maior parte denuncias de estereótipos. Ela se coloca na frente da câmera ou produz imagens que vão questionar ou ironizar os modelos e atores sociais, mas sempre através do corpo e elementos estéticos. O curioso é atentar para os pequenos detalhes ou sugestões que ela dá través de elementos da direção de arte das fotografias

Uma das séries mais antigas de meados de 1970, faz uma critica aos papeis possíveis das mulheres na sociedade. Ela se coloca nesses personagens e fotografa de maneira natural, o material poderia ser a foto de qualquer um.

Mais pra frente acompanha o mercado de consumo e seu papel sobre as mentalidades e comportamentos, criticando os valores excessivos que as comunidades dão as exigências da moda por exemplo.

Nas fotografias ela incorpora desejos, papeis, valores, imposições, tipos, afetos e mentiras. Critica lugares marcados e exigências do mesmo experimentando em cada forma, em cada mulher, em cada alegria ou em cada dor as várias facetas da uma personalidade humana que se desdobra cada um a sua maneira para tentar sobreviver a vida e aceitar os processos de envelhecimento.

Através das imagens ela sugere as ambivalências que cada sujeito humano carrega na sua “alma”. Porque nunca seremos um, somos tantos em meio ao tempo e nossa carne, abrigamos várias identidades dentro de uma só mente e ao mesmo tempo a diversidade nos faz únicos.

Tudo isso foi apenas pra dizer que essa mesma retrospectiva do MOMA vai chegar na Pinacoteca do Estado de São Paulo em 2013, sem data definida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: