Entrevista Joyce Macdougall

21 nov

Psicanalista neozelandesa radicada França, Joyce Mcdougall tem seis livros publicados e traduzidos para diversos idiomas. Ligada ao teatro desde criança por causa de
seu avô, que organizava tradicionais peças no final de ano, se manteve ligada a ele durante a universidade e trouxe essa herança para seus textos e pensamentos sobre a psicanálise. Atualmente tenho lido Teatros do Corpo e não passa despercebida as metáforas teatrais que ela usa como forma de visualizar cenas sutis do processo psicanalítico e do funcionamento psíquico de seus pacientes.

A sua perspectiva da situação analítica é extremamente humana. Ela não leva em conta o analista como um “ser de saber” que está alí para ajudar o paciente a se haver com seus conflitos. Mas enxerga a análise como uma relação a dois, bastante complexa que envolve tanto a mente do analisando como a do próprio analista, as expectativas, anseios e desejos de ambos. O reconhecimento de sua contribuição para desvendar os mistérios do universo psíquico a levou a India, convidada por Dalai Lama. Interessado em entender as contribuições de Freud no pensamento ocidental ela deu algumas palestras por lá.

segue um link de uma entrevista sua no ano 2000 sobre o que ela pensa sobre o adoecer e a vontade de entrar em um processo analítico na atualidade:

Entrevista Joyce Mcdougall, 2000.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: